TOP BLOG 2010

TOP BLOG 2010

Boas Vindas a esta comunidade de Culturas e Afetos Lusofonos que já abraça 76 países

MÚSICA DE FUNDO E AUDIÇÃO DE VÍDEOS E AUDIOS PUBLICADOS

NÓS TEMOS TODO O EMPENHO EM MANTER SEMPRE MÚSICA DE FUNDO MUITO SELECIONADA, SUAVE, AGRADÁVEL, MELODIOSA, QUE OUVIDA DIRETAMENTE DO SEU COMPUTADOR QUANDO ABRE UMA POSTAGEM OU OUVIDA ATRAVÉS DE ALTI-FALANTES OU AUSCULTADORES, LHE PROPORCIONA UMA EXPERIÊNCIA MUITO AGRADÁVEL E RELAXANTE QUANDO FAZ A LEITURA DAS NOSSAS PUBLICAÇÕES.

TODAVIA, SEMPRE QUE NAS NOSSAS POSTAGENS ESTIVEREM INCLUÍDOS AUDIOS E VÍDEOS FALADOS E/OU MUSICADOS, RECOMENDAMOS QUE DESLIGUE A MÚSICA AMBIENTE CLICANDO EM CIMA DO BOTÃO DE PARAGEM DA JANELA "MÚSICA - ESPÍRITO DA ARTE", QUE SE ENCONTRA DO LADO DIREITO, LOGO POR BAIXO DA PRIMEIRA CAIXA COM O MAPA DOS PAISES DOS NOSSOS LEITORES AO REDOR DO MUNDO.

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Poema JÁ NÃO TENHO TEMPO - Por Carlos Morais dos Santos













JÁ NÃO TENHO TEMPO

Já não tempo para viver não vivendo;
Para sorrir não sorrindo;

Para alimentar conversas inócuas;
Para participar em discussões sem sentido;
Para ter de ouvir falsas convicções de egos perdidos 
ou mal realizados;
Para aqueles “sábios lacónicos”, mestres do silêncio 
que nada têm para dizer;
Para aqueles outros “sábios eloquentes” 
que só repetem as ideias de outros
e só discorrem sobre o óbvio, e só vislumbram 
o que já aconteceu;
Para aqueles que só mostram a coragem 
escondida em bastidores 
e no íntimo dos seus grupos de cumplicidade
ou em conversas sussurradas em esquinas 

de passos perdidos;












Já não tenho mais tempo ocioso
para aqueles “analistas críticos” que só sabem criticar
os que pensam, os que falam, dizendo, 
os que fazem, fazendo,
mas eles, os críticos, não arriscam eles próprios 
pensar, dizer, fazer;
Já não tenho mais tempo ocioso
para aqueles que são “valentes à distância” 
e cobardes perante as situações;
Para aqueles egoístas e ingratos que nunca 
dão de si próprios,
mas, num momento, esquecem o que receberam 
dos que se deram;
Para aqueles ambiciosos da ganância compulsiva que, 
arrogantes e frios, desprezam o respeito
 e a honra, a ética e a dignidade moral, a estima,
os afectos, o humanismo, e até  o simples
civismo e a boa educação;
Para aqueles que fazem do seu caminho 
transviados da vida,
não uma bela aventura sincera e generosa, 
mas uma tortuosa estrada onde
espreitam de tocaia oportunidades de salteador.
PARA TODOS ESSES JÁ NÃO TENHO MAIS TEMPO, 
PORQUE:










JÁ SÓ TENHO TEMPO PARA VIVER, VIVENDO,
PARA SENTIR, SENTINDO
PARA APRENDER, APRENDENDO
PARA SORRIR, SORRINDO
PARA CAMINHAR, CAMINHANDO
PARA PENSAR, PENSANDO
PARA DIZER O QUE SINTO
PARA SENTIR O QUE DIGO
PARA AMAR, AMANDO
PARA LUTAR, LUTANDO
POR AQUILO EM QUE ACREDITO




















Fotos e Poema
Carlos Morais dos Santos

Um comentário:

  1. Lúcia Helena Pereira24 de abril de 2010 05:47

    Dr. Carlos Morais:

    Que rico poema vai extrapolando a dor da sua alma, diante das injustiças e desigualdades.
    O seu tempo está, agora e sempre, voltado para o bem comum, para o amor, para a vontade de que o seu país seja sincero e correto com os homens de boa vontade.
    Bem haja! Bem haja ao seu coração virtuoso e bom, a clamar pela paz e igualdade, sem tanto ouro para uns, e tantas lágrimas para outros.
    Conte com a minha admiração e respeito.

    Lúcia Helena Pereira
    Natal-RN/BRASIL

    ResponderExcluir