TOP BLOG 2010

TOP BLOG 2010

Boas Vindas a esta comunidade de Culturas e Afetos Lusofonos que já abraça 76 países

MÚSICA DE FUNDO E AUDIÇÃO DE VÍDEOS E AUDIOS PUBLICADOS

NÓS TEMOS TODO O EMPENHO EM MANTER SEMPRE MÚSICA DE FUNDO MUITO SELECIONADA, SUAVE, AGRADÁVEL, MELODIOSA, QUE OUVIDA DIRETAMENTE DO SEU COMPUTADOR QUANDO ABRE UMA POSTAGEM OU OUVIDA ATRAVÉS DE ALTI-FALANTES OU AUSCULTADORES, LHE PROPORCIONA UMA EXPERIÊNCIA MUITO AGRADÁVEL E RELAXANTE QUANDO FAZ A LEITURA DAS NOSSAS PUBLICAÇÕES.

TODAVIA, SEMPRE QUE NAS NOSSAS POSTAGENS ESTIVEREM INCLUÍDOS AUDIOS E VÍDEOS FALADOS E/OU MUSICADOS, RECOMENDAMOS QUE DESLIGUE A MÚSICA AMBIENTE CLICANDO EM CIMA DO BOTÃO DE PARAGEM DA JANELA "MÚSICA - ESPÍRITO DA ARTE", QUE SE ENCONTRA DO LADO DIREITO, LOGO POR BAIXO DA PRIMEIRA CAIXA COM O MAPA DOS PAISES DOS NOSSOS LEITORES AO REDOR DO MUNDO.

quarta-feira, 27 de março de 2013

domingo, 28 de outubro de 2012

V (5º) E.P.E. -ENCONTRO POTIGUAR DE ESCRITORES, PROMOVIDO PELA "U.B.E."-RN, UNIÃO BRASILEIRA DE ESCRITORES DO RIO GRANDE DO NORTE, EM NATAL, NA A.N.L.- ACADEMIA NORTE RIOGRANDENSE DE LETRAS DE 29 A 31 DE OUTUBRO DE 2012

A U.B.E.-RN - UNIÃO BRASILEIRA DE ESCRITORES - RN, ORGANIZA E PROMOVE MAIS UMA VEZ O SEU IMPORTANTE E MUITO PARTICIPATIVO EVENTO CULTURAL ANUAL, NA BELA CIDADE DE NATAL, CAPITAL DO ESTADO BRASILEIRO DO RIO GRANDE, EVENTO QUE DECORRERÁ NO GRANDE SALÃO NOBRE DA A.N. L.  - ACADEMIA NORTE RIO GRANDENSE DE LETRAS.

NA 5º. EDIÇÃO ANUAL DESTE IMPORTANTE EVENTO CULTURAL DEDICADO AOS ESCRITORES E LEITORES, TEMOS DESTA VEZ TAMBÉM UM PROGRAMA DE INTERVENÇÕES MUITO RICO POR PARTE DOS VÁRIOS ESCRITORES QUE VÃO APRESENTAR ALICIANTES COMUNICAÇÕES, E DOS ESCRITORES MODERADORES DAS VÁRIAS MESAS DE INTEREVENÇÃO, MUITOS DELES ILUSTRES PRESIDENTES DE OUTRAS INSTITUIÇÕES CULTURIAS.

NESTA EDIÇÃO TEMOS TAMBÉM A HONRA DE TER VÁRIOS MEMBROS DO  "CONSELHO EDITORIAL DESTA NOSSA "REVISTA CULTURAL "C.e A.L." PARTICIPAREM EM DESTACADAS  INTERVENÇÕES, DESDE LOGO O PRESIDENTE DO "V ENCONTRO POTIGUAR DE ESCRITORES" E DA "U.B.E.-RN", O ESCRITOR E POETA DR.  EDUARDO GOSSO NOME ABRIRÁ O V E.P.E. HOMENAGEANDO VÁRIOS ESCRITORES E ESCRITORASCONTRO .

HONRRÃO ESTE 5º. ENCONTRO  TAMBÉM OS PRESIDENTES DE VÁRIAS DAS MAIS REPRESENTATIVAS INSTITUIÇÕES CULTURAIS DO ESTADO, COM AS SUAS INERVENÇOES E MODERAÇÕES, DESTACANDO EM NOME DE TODOS O PRÓPRIO PRESIDENTE DA A.N.L.-ACADEMIA NORTE RIOGRANDENSE DE LETRAS, O ESCRITOR E POETA DR. DIÓGENES DA CUNHA LIMA. 

PARA A CONFEREÊNCIA DE ABERTURA FOI CONVIDADA A PROFESSORA SELMA CALASANS  RODRIGUES, E PARA A CONFERÊNCIA DE ENCERRAMENTO O ESCRITOR, ENSAISTA, POETA E FOTÓGRAFO, PROFESSOR   CARLOS MORAIS DOS SANTOS, COM ALICIANTES TEMAS, TAIS COMO OS OUTROS ESCRITORES ORADORES E MODERADORES  CONVIDADOS QUE IRÃO APRESENTAR TEMAS DE GRANDE INTERESE. 

A NOSSA REVISTA CULTURAL "C.e A.L.", SENTE-SE ASSIM DUPLAMENTE  HONRADA POR TER VÁRIOS DOS SEUS MEMBROS DISTINGUIDOS COMO ORADORES E MODERADORES CONVIDADOS PARA INTERVIREM NESTE IMPORTANTE EVENTO CULTURAL QUE, DE ANO PARA ANO, SE VAI ASSUMINDO  COMO UM GRANDE ACONTECIMENTO CULTURAL QUE CELEBRA OS ESCRITORES, OS LEITORES E A LITERATURA.

DESTAQUE ESPECIAL PARA A CONFERÊNCIA DE BOAS VINDAS QUE O PRESIDENTE DA A.N.L.-ASSOCIAÇÃO NORTE RIOGRANDENSE DE LETRAS, E ANFITRIÃO DESTEENCONTRO QUE DECORRERÁ NO GRANDE SALÃO NOBRE DA A.DE RANNA  PRINCIPALMENTE  APRSENTARÁ DO PRESIDENTE DA U.N.E.-RN E DO ENCONTRO, O ESCRITOR E POETA DR.EDUARDO GOSSONN, A PROFESSORA E ESCRITORA SELMA CALASANS RODRIGUES NA CONFERÊN.LCIA DE ABERUTURA E O PROFESSOR CARLOS MORAIS DOS SANTOS NA CONFERÊNCIA DE ENCERRAMENTOS COM DOIS TEMAS APELATIVOS, ENTRE OS MUITOS OUTROS QUE ALI VÃO SER TRATADOS.

DEPOIS DO DISCURSO DE ABERTURA, DE ACOLHIMENTO E SAUDAÇÕESTES  A TODOS OS CONGRESSISTAS PRESENTES, O PRESIDENTE DA U .B.E. - RN,  O ESCRITOR E POETA DR. EDUARDO GOSSON,  PRESIDIRÁ Á ENTREGA DAS HOMENAGENS E DISTINÇÕES DE HONRA A VÁRIOS ESCRITORES E ESCRITORAS QUE O PRESIDENTE DA U.B.E.-RN, O ESCRITOR E POETA DR. EDUARDO GOSSON IRÁ EM NOME DA U.B.E.-RN ATRIBUIR VÁRIAS DISTINÇÕES DE HONRA E MÉRITO, A CELEBRAR ESCRITORES E ESCIRTORAS.

PROGRAMAÇÃO OFICIAL DO QUINTO (V) ENCONTRO POTIGUAR DE ESCRITORES - UBE/RN - PERÍODO DE 29 A 31 - 10- 2012.
 JÁ NOS PRÓXIMOS DIAS DE SEGUNDA-FEIRA, DIA 29; TERÇA-FEIRA, DIA 30; QUARTA FEIRA DIA 31 DE OUTUBRO DDE 2012. 

        PROGRAMA OFICIAL



DATA: 29, 30 e 31 de Outubro de 2012

LOCAL: Academia Norte-Rio-Grandense de Letras - ANL Rua Mibipu, 443 - Petrópolis – Natal/RN

HORA: segunda-feira (Abertura) às 18h com o lançamento do livro Presença da Mulher na Literatura Potiguar

- 19h Sessão Solene

Terça-feira: 09h às 20h

Quarta-feira:09h às 20h

INSCRIÇÕES: Professores e alunos no Serviço de Supervisão Pedagógica da escola; escritores e público em geral na sede da Academia, no turno vespertino (terça, quinta e sexta-feira) com o senhor Francisco Martins, até 16 de outubro de 2012.

Outras informações: através do e-mail: eagosson@gmail.com Organização: União Brasileira de Escritores - UBE/RN site: www.ubern.org.br

Blog: blogubern.blogspot.com.br

V ENCONTRO POTIGUAR DE ESCRITORES - V EPE 29 a 31.10.2012

PROGRAMAÇÃO OFICIAL DETALHADA:
Segunda-feira, 29.10.2012: 18h - Lançamento da Antologia Presença da Mulher na Literatura do Rio Grande do Norte Organizada por Zelma Furtado e Kacianni Ferreira. 19h -

Abertura Solene - Escritor e poeta Dr. Eduardo Gosson

Presidente da UBE/RN.


Homenagem ao Escritor Otto de Brito Guerra - Centenário com a entrega do Diploma de Sócio Honorário da UBE/RN (in memoriam). .

homenagem à Escritora de livros infantis Nati Cortez - 98 anos com a entrega do Diploma de Sócio Honorário da UBE/RN ( in memoriam) e da Resolução nº 02/2012.

Homenagem ao Escritor José Bartolomeu Correia de Melo com a entrega entrega do Diploma de Sócio Honorário (in memoriam)

.Homenagem ao grupo de teatro Clowns de Shakspeare pelos relevantes serviços prestados à cultura com a entrega de uma Placa.

20h30 - Mestiçagem étnica e cultural da América Latina em Cem Anos de Solidão de Gabriel Garcia Márquez. Tributo de homenagem

 

(Profª Selma Calasans Rodrigues - UFRJ)


Terça-feira, 30.10.2012:

09h - A obra de Cascudo e sua Dimensão Universal (Procuradora Anna Maria Cascudo Barreto, Prof. Diógenes da Cunha Lima e o Escritor André Salles)


Moderadora: Daliana Cascudo (LUDOVICUS)

10h30 - Literatura Infantil Potiguar: Realidade e Perspectivas (Flauzineide Moura Machado, Juliano Freire de Souza e Salizete Freire Soares)

Moderador: Prof.José de Castro (UBE/RN)

15h - A Escritura de Bartolomeu Correia de Melo no Contexto Potiguar (Prof. Tarcísio Gurgel, Escritor Nelson Patriota e Escritor Manoel Onofre Jr)

Moderador: Escritor Lívio Alves de Oliveira 16h30 -

A Literatura de Julio Cortázar (Profª Valdenides Dias)

18h – lançamentos e relançamentos: - livros do Plano Editorial da UBE/RN 2012 (relançamentos) - lançamentos de autores potiguares - lançamento do livro

Carta ao Presidente do escritor e jornalista Carlos Souza (UBE-BA)

Sarau com o grupo Poesia Potiguar & Cia

- Currais Novos-RN -

Quarta-feira, 31.10.2012 9h - Leis de incentivos fiscais Djalma Maranhão (municipal) x Câmara Cascudo (estadual): recentes alterações Advogada Camila Cascudo Barreto Maurício (Presidente da FUNCARTE) e Profª Isaura Rosado Maia (Sec.de Cultura/FJA)

Moderador: Francisco Alves Sobrinho (UBE/RN) 10h30 - 1º Fórum Potiguar do Livro e da Leitura: (Os Planos Estadual e Municipal de Promoção da Leitura Literária nas Escolas Públicas) (Profª Vandilma Oliveira (SEMEC), Profª Betania Ramalho(SEEC) e Prof. Walter Fonseca(SME)

Moderador: Prof ª Claudia Santa Rosa (IDE)

15h - Centenário do Escritor Otto de Brito Guerra (Prof. Marcos Guerra)

16h30 - Misticismo e Esoterismo em Fernando Pessoa

 (Prof. Carlos Morais dos Santos - Portugal - U.A.L.

18h - Concerto para violão

(Prof. Alexandre Atmarama - EMUFRN)

.Bachianas (Heitor Vila Lobos) Brasileirinho - Hino Nacional.

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

CARLOS MORAIS DOS SANTOS - POEMA EUROPA - SÊ TU PRÓPRIA, UNA NA DIVERSIDADE, FORTE NA IGUALDADE E SOLIDARIEDADE
















                                     EUROPA



Foi em Tiro que teu régio pai Agenor
te deu o nome e te deixou brincar na praia.
E foi lá que Zeus, deslumbrado, se perdeu de amor
quando, ainda em Creta, eras a mais bela catraia

Da vontade de Zeus vivificada em teu fértil ventre
brotaram três frutos: Minos, Radamantus e Sarpedão,
Filhos do Deus dos Deuses, boa e divina semente
Que divinizou teu ser inteiro e teu amante coração

Casaste com Astérius, que adoptou teus divinos filhos.
Tornaste-te Deusa Helótis que a Creta se deu de coração.
Ao te endeusares esqueceste ser Europa… que sarilhos !
E agora, a “Nova Europa” te redime com esta frágil “União”?

Será que esta “Nova Europa” conseguirá ficar unida ?
Tão diversa ela é na riqueza, na pobreza e no poder,
tão discordantes os “novos deuses” que a querem enfraquecida,
tão fraca a coesão, grandes as dependências e lembranças do sofrer ?

Esta formosa e jovem Europa tem uma nova mitologia !
Julga-se amante de um “Novo Zeus” que a defenda e proteja.
Mas não é Zeus, é América, que te sequestra e em ti procria!
Mas tu, formosa Deusa, tens riqueza e sabedoria que se inveja!

Foste tu e os teus filhos que ao mundo deram Luz e Beleza.
Foi do teu ventre que saiu o melhor da antiga Globalização.
Revolucionaste com o Renascimento do Humanismo, com a riqueza
dos grandes movimentos criadores das Luzes dos Direitos e da razão

Por isso, Europa bela, recusa seres Deusa de tantas cabeças,
de tantas pernas, tantos braços, tantas vozes e corações !
Sê tu própria, sem Zeus! Sê forte, igualitária, não te desmereças!
Sê una, na diversidade e solidária no concerto de todas as nações!


Hino da U.E. – Ode à aleria da 9ª.Sinfonia de Beethoven


sábado, 25 de agosto de 2012

EDUARDO GOSSON, DISTINTO POETA E ESCRITOR, PRESIDENTE DA UBE-RN, FAZ ADMIRÁVEL APRECIAÇÃO CRÍTICA LITERÁRIA-POÉTICA DO LIVRO DE POEMAS "A TORRE AZUL" DO POETA MAGNÍFICO HORÁCIO PAIVA, DO RN-BRASIL


Carlos Morais dos Santos
Escritor, ensaísta, Poeta, fotógrafo
Academia Portuguesa de Letras, Artes e Ciências
UBE-União Brasileira de Escritores-RN
Cônsul, Membro fundador
da Soc.Intern."Poetas Del Mundo

O Escritor e Poeta Eduardo Gosson - Presidente da UBE-RN-União Brasileira de Escritores-RN, nos brinda e instiga, servindo-nos em notabilíssimas palavras de apreciação que evidenciam una fina capacidade de análise  e de penetração profunda na alma do Poeta Horácio Paiva e no espírito da lírica do seu Livro de Poesia A "Torre Azul" do poeta contemporâneo do RN, n os fazendo degustar a prova saborosa das palavras-poéticas, dos versos-poemas e dos poemas-canções-orações da lírica sagrada, quase discretamente indizível, contida em compassos de silêncios, onde delicadamente residem a Estética e a Poética do Sagrado Silêncio Conventual e do mistério dessa Macau longínqua, que o Poeta Horácio Paiva nos transmite do interior da sua “Torre Azul”, de lá num dos últimos cantos do Oriente, esse pequeno arquipélago, feito península ligado à China. 

Por essa Macau de mistérios sagrados e profanos, da velha Macau histórica e da Nova e palpitante Macau, andaram meus passos, caminharam meus imaginários sonhos, minhas viagens de regreso a um passado séc.XVI, meus reencontros com Camões na sua Gruta, onde a fantasia da lenda ou os ecos da realidade, trazem à memória o espírito desse Maior Poeta Herói, meu Primeiro Mestre Genial que, ali, eu sempre revisitava em minhas viagens e estadias que me marcaram indelevelmente. 

Eduardo Gosson dá-nos a entender que temos de ler para sentir, vozes, sons, palavras e silêncios subindo essa “Torre Azul do poeta Horácio Paiva, para ascender ao melhor da poética mítica e sagrada que o autor nos oferece com os perfumes do Oriente Único, que é Macau. 

Estou contando os dias para chegar, lá por 18 de Outubro a Natal para logo adquirir este livro que talvez me embale e leve de volta navegando em doce sonho até à Macau das minhas saudades, dos meus encontros /desencontros. 

Obrigado Eduardo Gosson por saber nos revelar a beleza desta poética. Obrigado Poeta Horácio Paiva! Por me trazer de volta a minha Macau em sublime poesia. Quero muito ler sua “Torre Azul” Poeta Horácio Paiva e conhece-lo pessoalmente. Quem sabe, talvez possamos viajar juntos na sua nave poética e subir essa sua Torre Azul situada algures no imaginário dessa Macau que se apega na pele de quem já a pisou. 

Talvez possamos ouvir no silêncio da Gruta de Camões o cântico da mais bela lírica do génio! 

Poeta e Ecritor Dr. Eduardo Gosson
 Presidente da UBE-Uniao Brasileira de Escritores-RN

Com este livro – “A Torre Azul” –  do Poeta  Horácio Paiva atinge a sua maturidade  literária para,   com  Walflan de Queiróz e Sanderson Negreiros, formarem o Trio Sagrado da Poética Potiguar.  
          
Horácio Paiva quebra o abismo que há na Literatura entre o criador (maravilhoso!) e a criatura (miserável!)   e nos conduz a novos horizontes, convidando-nos para subirmos a sua Torre Azul, encravada na sua mítica Macau, e contemplarmos as paisagens, “as praias longínquas, os cais vistos de  longe,/E  depois as praias próximas, os cais vistos de perto/ O mistério de cada  ida e de cada chegada” (Fernando Pessoa).

Poeta com fome de Deus, Horácio  cultiva a mística do Silêncio pois sabe que o caminho é longo: “Para chegar até Vós/juntei palavras/que depressa se agrupa/em ciclos/Delas porém não preciso/satisfeito de estar convosco/ em silêncio absoluto”. Porém, nós que ainda não atingimos este estágio, precisamos  muito das palavras deste grande Poeta, para podermos   continuar a nossa jornada. Afinal, a Palavra é o                                                  Poeta Potiguar do RN - Brasil
            HORÁCIO PAIVA

alimento da alma e  só os grandes poetas, como meu 
Amigo Horácio, podem ofertá-las gratuitamente. 

A  Torre Azul é fruto de um Poeta maduro no ofício da Poesia. Tive o privilégio de ver nascer  muitos dos poemas deste livro, que Horácio sempre me mandava em primeira mão via e-mail. Todos os poemas são ótimos, não se perde nenhum. Contudo, destacamos os Poemas Devocionais como ponto alto do seu fazer poético. Nestes poemas, constatamos que Horácio filia-se aos Grandes Místicos da América Latina, como Thomas Merton, Ernesto Cardenal, Pedro Casadálica e Hélder Câmara, artífices de um cristianismo que  está nos Atos dos Apostólos, e que a maioria das igrejas abandonou: um novo homem, uma nova criatura. Revolucionário.

Para  nós da União Brasileira de Escritores - UBE/RN, em regime de co-edição com a Imperial Casqueira Edições, é uma honra  editá-lo dentro do Plano Editorial- 2012 da entidade, vol. 03 da Coleção Antonio Pinto de Medeiros (Poesia)   e vol. 06 na cronologia geral das nossas edições. “Com o olhar/acima da montanha/com os pés supondo estar no caminho certo”.

(*)  Eduardo Gosson - Poeta, Presidente da União Brasileira de Escritores –  UBE/RN (2010-2011) e reeleito para outro biênio (2012-2013).


ROTEIRO DA VISITA DO POETA CUBANO FÉLIX CONTRERAS EM TERRAS POTIGUARES DO RIO GRANDE DO NORTE-BRASIL


quarta-feira, 22 de agosto de 2012

A UBE/RN - UNIÃO BRASILEIRA DE ESCRITORES DO RN, POR SEU PRESIDENTE, CONVIDA E INFORMA A PROGRAMAÇÃO E OS PASSOS DO POETA CUBANO EM TERRAS POTIGUARES.

ROTEIRO PARA O POETA FÉLIX CONTRERAS EM TERRAS POTIGUARES

POETA EDUARDO ANTÔNIO GOSSON PRESIDENTE DA U.B.E.-RN
POETA CUBANOFÉLIX CONTRERAS
POETA NORTERIOGRANDENSE HORÁCIO PAIVA

A TORRE AZUL DO POETA HORÁCIO PAIVA


CONVITE DO PRESIDENTE UBE-RN
POETA E ESCRITOR 
EDUARDO ANTÓNIO GOSSON

Estimados Confrades e Confreiras da UBE/RN e ANL:

É com imensa alegria que convidamos Vossa Senhoria para participar da 
Palestra - "Poesia Cubana:Ontem e Hoje" - com o poeta cubano Félix Conteras 
e lançamento do livro A TORRE AZUL do confrade Poeta Horácio Paiva.

Eduardo Antonio Gosson e Diógenes da Cunha Lima
UBE/RN ANL

PROGRAMAÇÃO

SÁBADO, 25 de Agoso

 O poeta chegará no vôo da TAM às 23h30 
no aeroporto Internacional Augusto Severo.

DOMINGO, 26 de Agosto

. Almoço por adesão no restaurante "Tábua de Carne"
 da Avenida Engº. Roberto Freire, a partir das 12h 
(confirmar participação pelo e-mail poemar705@hotmail.com 
ou 84 - 8821 5195, até sexta-feira ao meio dia, 
para que possamos fazer as reservas).

SEGUNDA, 27 de Agosto

.Visita ao presidente da Academia Norte- Riograndense de Letras, 
Poeta Diógenes da Cunha Lima 


 
 Entrevista coletiva no seu escritório da Av. Hermes da Fonseca, às 10h.

TERÇA, 28 de Agosto

Palestra na ANL, às 19h: 
"Poesia Cubana: ontem e hoje"
Saudação ao poeta Félix Contreras pelos poetas Eduardo Gosson 
e Lucia Helena Pereira.

QUARTA, 29 de Agosto

.Visita ao verde Vale em Ceará-Mirim/RN sendo recepcionado pelo 
Exmo. Senhor Prefeito com banda de música, 
repicar de sinos da Matriz de N.Sra. da Conceição 
(com os agradecimentos ao Pe. Bianor), 
visita aos engenhos: Verde-Nasce, Mucuripe e casario. 
Almoço oferecido pela Edilidade para 15 a 20 pessoas.
(confirmar participação pelo e-mail poemar705@hotmail.com
até segunda-feira, para que possamos organizar a ida e a vinda dos Ubeanos). Previsão da nossa saída para o vale verde. 7:30 ou no máximo 8:h, 
para que haja tempo suficiente ao cumprimento todo o roteiro em Ceará-Mirim.

QUINTA, 30 de Agosto

Lançamento do livro A TORRE AZUL 
do confrade Poeta Horácio Paiva às 18h na ANL e jantar por adesão no CAMARÕES antigo em comemoração ao aniversário de Horácio Paiva.

SEXTA, 31 de Agosto
Dia  Livre

SÁBADO, 01 de Setembro
Churrasco de Cabrito em Taipu/RN na fazenda de Horácio Paiva 
(a marcar o horário de saída).

DOMINGO, 02 de Setembro
Retorno do poeta para São Paulo”.
ORGANIZAÇÃO:

União Brasileira de Escritores - UBE/RN e 
Academia Norte-Rio-Grandense de Letras

APOIOS:

Praiamar Natal Hotel & Convention
ÁGUA DE CHEIRO - ÁGUA MINERAL CRISTALINA 
- PREFEITURA DE CEARÁ-MIRIM - 
WWW.VERSATILNEWS.COM.BR (Toinho Silveira) - WW.LIEGEBARBALHO.COM ( Liége Barbalho) 
E IMPRENSA ESCRITA - DIÁRIO DE NATAL - Jornalista Sérgio Villar.
 TRIBUNA DO NORTE, JORNAL DE HOJE.
PADRE BIANOR
Agradecimentos a Denise e Arnaldo Pereira Gaspar, Rui Pereira Júnior 
e ao Sr. Cláudio Queiroz: Engenho Mucuripe.
Agradecimentos a Herbert Washington Júnior - Engenho  Verde Nasce.

Fonte:
Postado por LUCIA HELENA às 05:16
no Blog da UBE-RN 

SALUDOS E BIENVENIDO A NATAL-BRASIL MY AMIGO POETA GRANDE SUTIL CUBANO FELIX CONTRERAS



 FÉLIX CONTRERAS - POETA CUBANO


CARTA (escrita por email em 22.03.2012) DO POETA CUBANO FÉLIX CONTRERAS AO POETA PORTUGUÊS CARLOS MORAIS DOS SANTOS, AGRADECENDO A TRADUÇÃO QUE CARLOS HAVIA FEITO DO POEMA DE FÉLIX - “LUNA LLENA” - E PROPONDO A CARLOS MAIS TRADUÇÕES DE SEUS POEMAS PARA FUTURA COLABORAÇÃO DE AMBOS EM UM EVENTO A TER LUGAR EM NATAL, BRASIL.


Carlos dos Santos e os Orixás da Poesia

Estoy muy agradecido a tus palabras, las más inteligentes y sensiblemente expresadas sobre la poesía recibidas por mí, amigo nuevo, regalo de la vieja vida, gracias. Poeta, yo quiero pedir otro grande favor: que me traduzcas Mis poemas brasileños para editar un pequeño cuaderno (artesanal, hecho a mano) para mi proxima visita a Natal. ¿Puede ser? Ahora manda de nuevo tu poema en archivo anexo porque no esta, no vino en este. Espero vernos en Natal y hacer juntos un sarau también con la marvillosa Lúcia Helena. Te abraza. Fcontreras.

Carlos dos Santos e os Orixás da Poesia

Estou muito agradecido pelas tuas palavras, as mais inteligentes e expressadas com sensibilidade sobre a poesia, recebidas por mim, de um novo amigo, um grande presente de uma vida, muito agradecido. Poeta, eu quero te pedir outro grande favor: Se me traduzisses meus poemas  brasileiros para editar um pequeno caderno (artesanal, feito à mão) para minha próxima visita a Natal. Pode ser ? Agora me envia de novo o teu poema em ficheiro anexo, porque não o recebi. Espero nos vermos em Natal e fazermos juntos um sarau, tambem com a maravilhosa Lúcia Helena.  Um abraço. Fcontreras.

CARTA (Email) DE CARLOS MORAIS DOS SANTOS A FELIX CONTRERAS, EN RESPUESTA DE AGRADECIMIENTO POR LOS ELOGIOS RECEBIDOS DEL POETA CUBANO,  Y OUTROS TEMAS. EM 02 DE ABRIL DE 2012

Ahora soy yo que estoy muy conmovido por tus palabras de agradecimiento - con el título de "Carlos dos Santos e os Orishás da Poesía" – eso solamente por mi modesta contribución de traducir el poema tuyo LUNA LLENA y por hacer mis comentarios de análisis poético-filosófica. Seguro que las palabras tuyas de elogio por el modesto  trabajo están más allá de los méritos de lo que hice. Gracias hermano poetaFélixContreras.

Agora sou eu que estou muito sensibilizado com as tuas palavras de agradecimento – a que dás o título de “Carlos dos Santos e os Orixás da Poesia” – pela minha modesta contribuição de traduzir o teu poema e de fazer meus comentários de análise poética - filosófica do teu poema LUNA LLENA. Por certo que as tuas amigas palavras de elogio estão além do mérito do que eu fiz. Obrigado irmão poeta Felix Contreras.

Bueno, con respecto a los brasileños poemas que me pides para traducir, de manera que se edita un cuaderno a mano que quieres presentar en tu próxima visita a Natal, en agosto, y tu solicitación para que yo traducir  los poemas tuyos, en principio, como ya te digo que sí, los traduciré con mucho placer, pero no sé si tengo tiempo, porque depende de la cantidad de poemas y en que momento lo necesites traducidos.

Bem, com respeito aos teus poemas brasileiros que me pedes para traduzir, para editares artesanalmente um caderno que queres  apresentar na tua próxima visita a Natal, em Agosto, e ao teu pedido para que eu os traduza, em princípio te digo já que sim, os traduzirei com muito gosto, mas não sei se terei tempo, porque depende da quantidade de poemas e para quando os necessitas traduzidos.

 Es que dentro de una semana estoy viajando de Natal para mi residencia de seis meses en ­ Portugal, en Lisboa, y sólo volveré a Natal a principios de octubre de 2012. Por desgracia, no tengo el gran placer de conocerte personalmente y el gusto de hacernos nosotros el Sarau de nuestra poesía aquí en Natal en agosto. También lamento no estar aquí en Agosto para aplaudir tu interesante conferencia sobre la poesía en Cuba, sobre todo porque es un invitado de la Unión Brasileña de Escritores de que soy miembro pleno y también hago parte del "Consejo Consultivo", pero estoy seguro de que serás afectuosamente bien recibido y bien aplaudido.

É que eu estou saindo de Natal para passar seis meses na mimha residência em Lisboa-Portugal e só regressarei a Natal no começo de Outubro de 2013. Infelizmente também não terei o grande prazer de te conhecer pessoalmente e de fazer contigo um Sarau com as nossas poesias – as tuas e as minhas – aqui em Natal em Agosto. Lamento também não estar aqui em Natal em Agoso para assistir à tua interessante palestra sobre a poesia em Cuba, tanto mais que és convidado da União Brasileira de Escritores de que eu sou Membro efectivo e pertenso ao órgão “Conselho Consultivo”, mas tenho a certeza que serás muito bem recebido e aplaudido.

Puedes enviar para este mi correo electrónico, los poemas que quieres traducir, eso a pesar de que tengo un montón de trabajo y compromisos que me esperan en Portugal, voy a hacer todo lo posible para hacer lo que me pides y voy a hacerlo con mucho gusto.

Me envia para este meu email, os poemas que queres que eu traduza, que apesar de eu ter  muito trabalho e compromissos que me esperam em Portugal, eu farei todos os possíveis para fazer o que me pedes e o farei com muito gosto.

En respecto a mi poema - "O Gaúdio de Gaudí" - que te envié y te ha propuesto como un juego lúdico para que lo traduces al español, yo voy a enviar de nuevo.

Sobe o meu poema – “O Gaúdio de Gaudi” – que te enviei e te propus como um jogo lúdico de o traduzires para espanhol, estou enviando de novo e aqui reproduzo:

Catedral da Sagrada Família – Gaudi  - EM BARCELONA

O GÁUDIO DE GAUDI

Os olhos se enchem
De mares ondulados
Em onírica festa
Dos fabulosos ornamentos !
Não há conflito ou aresta
Nos braços entrelaçados,
Nos desencontros de movimentos,
Nas curvas em contra - tempos,
que são poemas não rimados !

Os sentidos despertam
De júbilo provocado
Com a livre criação:
É gótico ressuscitado?
É barroco suavizado?
É a modernidade em libertação !

As emoções transbordam
Com a criação genial !
Mística de sonhos ardentes,
Das mil formas confluentes,
Na inamaginável Catedral !

Óh sublime Gáudi tão diverso
Grande Arquiteto do Universo

É Divina tua Obra Original !

Carlos Morais dos Santos
Membro da Academia Portuguesa de Letras, Artes e Ciências
Membro do Conselho Consultivo da União Brasileira de Escritores-RN
Membro da Sociedade dos Poetas Vivos e Afins do RN-Brasil
Cônsul da Sociedade Internacional “Poetas Del Mundo”


Otros poemas los puedes encontrar varios en Internet. Así que pongas mi nombre - Carlos Morais dos Santos – en el motor de busca de Google luego aparecerán varios poemas míos.  Si prefieres traducir uno al otro en lugar del poema "Gaúdio Gaudí", por mí, estoy de acuerdo con lo que prefieres.

Se quiseres conhecer outros poemas meus, podes encontrar vários na internet. Basta que coloques o meu nome – Carlos Morais dos Santos – no Google e logo te aparecem vários poemas meus. Se preferes traduzir um outro em vez do poema “Gaúdio de Gaudi”, por mim tudo bem, estou de acordo.

Me quedo aguardando tus comentarios y noticias y tengo la esperanza de una otra oportunidad de hacemos muestro conocimiento personal y consolidar nuestra amistad de poetas amigos – hermanos.
También estoy enviando este correo electrónico a nuestra querida amiga
Poeta Lucia Helena Pereira - la “Reina de los poetas del Vale Verde de Ceará Mirim”, una ciudad cerca de Natal, donde la poetisa muy aclamada nuestra amiga Lúcia Helena Pereira es natural.

Fico aguardando os teus comentários e notícias e esprero uma outra oportunidade para nos vermos e nos conhecermos pessoalmente para consolidarmos a noss amizade de poetas amigos - irmãos. Também estou enviando esta nosso correio eletrõnico à nossa querida amiga a poetisa Lúcia Helena Pereira – A Raínha dos poetas do “Vale Verde de Ceará Mirim”, uma cidade próxima de Natal, de onde a poetisa muito aclamada é natural.

Lúcia Helena es una poetisa muy premiada y se ha tornado muy aplaudida pela designación de  “Lucia Helena - La Poetisa de las Flores y del Amor”, un apodo que yo le ha puesto a asignar a sus hermosos poemas románticos que siempre hablan de las flores y del amor de una forma lirica muy sublime.

Lúcia Helena é uma poetisa muito aplaudida e premiada e passou a ser cohecida por Lúcia Helena - a Poetisa das Flores e do Amor, apelido que eu lhe atribuí por seus belos poemas românticos que sempre falam de flores e de amor de uma forma lírica muito sublime.

En la espera de tus comentarios y noticias, recibe amigo poeta Felix Contreras, mi Abrazo fraterno del poeta amigo.

Carlos Morais dos Santos,
                             Cónsul (Lisboa) de la Asociación Internacional "Poetas del Mundo"
                             02.04.2012

Fico aguardando os teus comentários e notícias, recebe amigo poeta Felix Contreras, o meu abraço fraternal de poeta amigo.

Carlos Morais dos Santos.
Cônsul (Lisboa) da Associação Internacional “Poetas Del Mundo”
02 de Abril de 2012

 Amigo Poeta Felix Contreras,
Estoy muy feliz por tu satisfaccion con la traducción que hice de tu         excelente poema LUNA LLENA. He tenido mucho placer en hacerlo.
                                               

                          LUNA LLENA

Félix Contreras

                     De qué, llena de qué,
de minotauros
buscando en sus laberintos la hierba
bajo el cercano cielo
y sus cuernos enredados en las nubes?.
Luna llena,
llena de qué,
de viejas lunas,
latas de refrescos,
condones, tornillos,
zapatos viejos,
un martillo olvidado,
una revista Play boy?

Es para mí, tambien como poeta un honor recibir tus palabras de gratitud por la preocupación que tuve en interpretar el espíritu poético tuyo. Ya lo sabes, nosotros los poetas, eso es lo que queremos, que no pierdan ni el cuerpo poético, ni el sentido semántico de las palabras, de las estrofas, ni el espíritu poético de las metáforas cuando somos traducidos.

Estoy convencido que nosotros los poetas tenemos mucho más esa intuicion cuando traducimos otros poetas hermanos, tenemos que superar lo literal y las diferencias semánticas y corporizar el espíritu del momento de la producción poética del autor. Es por eso que traducir poesía es mucho mas difícil que traducir ficción literaria. Por eso, es preferible que sean los propios poetas también los traductores de otros poetas.

En el poema Luna llena, bellíssimo, por supuesto, hay un espíritu más amplio, más allá de lo solamente poético. Hay, en las sencillas palabras, una clave que nos muestra una ventana poética—mítico—espiritual—lírica—filosófico insuperable para el lector que no tenga sensibilidad…
            Luna llena,
                                                    Minotauros
                                                                          viejas lunas...

¡Qué belleza de metáforas!
Pero luego te sirves, sorprendentemente, de otra simbólica poética de un realismo fuerte, por oposición, con palabras comunes que tienen también una insospechable fuerza metáforica, cuando descubrimos la ligazón fantástica entre la poética mítico-espiritual-lírico-simbólica y, la poética simbólico profana de metáforas de un realismo material provocativo y  degradante con palabras que perturban, que nos invitan a descifrar ese juego poético inconcebible.
y, ahí, viene la provocación, el conflicto, el desorden, el caos…

                   latas de refrescos
                    condones
                                  tornillos
                                       zapatos viejos
                                               un martillo olvidado
                                                             una revista Play boy
!Solamente un verdadero poeta sería un caminante de este camino!

Mira las palabras clave de la ventana abierta, adonde vienen los violentos vientos contaminados de ira de un Dios Zéfiro pervertido.

Qué imaginación poética que haces del poema mítico-simbólico-lírico-filosófico:

¿por qué viejas lunas?... ¿minotauros?...  ¿cielos?...

Es un poema total, más allá de las palavras.

Es “un poema espiritual-simbólico-lírico-realista-profano-          filosófico” !....
Condones (preservativos), tornillos, (dos palabras metafóricas  de múltiples semánticas: condones, tornillos -
 seguro, son las más difíciles de interpretar) y... claro,

"!una revista Play boy!"

Creo es una fusión entre el espíritu y la materia poetizadas con tu talento y alta imaginación, en pocas palabras, que simbolizan el conflicto entre el idealismo mítico-humanista, donde todos lográbamos alcanzar la armonía espiritual, cívico-social y la felicidad del Bienestar material y la felicidad individual.

La poética de este pequeño grande poema, nos compele para que, al final, tomemos conciencia de que la sociedad humana  ha partido de lo bello, del bien y de lo justo pero, ha terminado haciendo el caos del universo actual, que no camina para el orden, pues destruimos los nobles símbolos idealistas, espirituales y los fusionamos con los símbolos consumistas, profanos, descartables, amorales, que hacen de la vida un "laberinto" sucio, sin valores, un caos de mierda, donde no se mira la esperanza de la rendención espiritual, cívica y humanista.

Perdona, Félix, mi palavras de interpretación de tu excelente poema, este delirio de poeta. Mas, bien ya lo sabes, nosotros los poetas, escribimos lo indecible, miramos lo invisible, profetizamos lo impensable. Si nos damos cuenta del alcance del sentido total do lo que escribimos, muchas veces, es necesario que otro poeta o alguién que tenga espíritu poético, venga a completar todo el alcance de las palabras poéticas y haga el descubrimiento de eso que sólo los poetas poseen que, es la ciencia de la sabiduría inconsciente, de ese poder de la intuición, madre de todo el saber y  pensamiento trascendental.
Te saludo Poeta Felix Contreras con toda my amistad y admiracion. Siempre disponible.

                                                                                   Carlos Morais dos Santos
Escritor, poeta, fotógrafo
Miembro de la portuguesa Academia de Letras Artes y las Ciencias
Miembro del Consejo Consultivo de UBE-Unión Brasileña de Escritores-RN-Brasil
Miembro de la SPVA - Sociedad De Los Poetas Vivos y Afines-RN-Brasil
Cónsul (Lisboa) Asociación Internacional "Poetas del Mundo"
 *****************************************************************
CARTA EM ESPANHOL E TRADUÇÃO, A PEDIDO, PARA PORTUGUÊS, QUE O ESCRITOR E POETA PORTUGUÊS, CARLOS MORAIS DOS SANTOS, ENVIOU AO POETA CUBANO FÉLIX CONTRERAS, EM 22.03.2012, APRECIANDO A POÉTICA DO SEU POEMA “LUNA LLENA”,  QUE CARLOS -  A PEDIDO DA POETISA BRASILEIRA DE NATAL, LÚCIA HELENA PEREIRA - TRADUZIRA ANTES, EM 13.03.2012
Amigo Poeta Félix Contreras,
Estoy muy feliz por tu satisfaccion con la traducción que hice de tu excelente poema LUNA LLENA. He tenido mucho placer en hacerlo.

Estou muito feliz pela tua satisfação com a tradução que fiz de teu excelente poema LUA CHEIA. Tive muito prazer em fazê-lo.
                                               

                          LUNA LLENA

Félix Contreras

De qué, llena de qué,
de minotauros
buscando en sus laberintos la hierba
bajo el cercano cielo
y sus cuernos enredados en las nubes?.
Luna llena,
llena de qué,
de viejas lunas,
latas de refrescos,
condones, tornillos,
zapatos viejos,
un martillo olvidado,
una revista Play boy?

LUA CHEIA

Félix Contreras


De quê, cheia de quê,
de minotauros
procurando em seus labirintos a erva
debaixo daquele céu tão próximo
com seus cornos enredados nas nuvens?

Lua cheia,
Cheia de quê,
de velhas luas,
latas de refrescos,
preservativos, parafusos,
sapatos velhos,
um martelo esquecido,
uma revista Play Boy?

Es para mí, como poeta un honor recibir tus palabras de gratitud por la preocupación que tuve en interpretar el espíritu poético tuyo. Ya lo sabes, nosotros, los poetas, eso es lo que queremos, que no pierdan ni el cuerpo poético, ni el sentido semántico de las palabras, de las estrofas, ni el espíritu poético de las metáforas cuando somos traducidos.

É para mim, como poeta, uma honra receber as tuas palavras de gratidão, pela preocupação que eu tive em interpretar o teu espírito poético. Como sabemos, nós, os poetas, é o que queremos quando nos traduzem. Queremos que não se perda nem o corpo poético, nem o sentido semântico das palavras, das estrofes, nem o espírito poético das metáforas, quando somos traduzidos. 
Estoy convencido que nosotros, los poetas, cuando traducimos otros poetas hermanos tenemos mucho más esa preocupación, tenemos que superar lo literal y las diferencias semánticas y corporizar el espíritu del punto de estética del momento de la producción poética del autor. Es por eso, que traducir poesía es mucho mas difícil que traducir ficción literaria. También por eso, es preferible que sean los propios poetas los traductores de otros poetas.
Estou convencido que nós, os poetas, quando traduzimos outros poetas irmãos, temos muito mais essa preocupacão, temos que superar a tradução literal, os diferenciais semânticos, e corporizar o espírito estético do momento da produção poética do autor. É por isso, que traduzir poesia é muito mais difícil que traduzir ficção literária. Também é por isso, que é preferível que sejam os próprios poetas os tradutores de outros.poetas.   

En el poema Luna llena, bellíssimo, por supuesto, hay un espíritu más amplio, más allá de lo solamente poético. Hay, en las sencillas palabras, una clave que nos abre una ventana poética—mítico—espiritual—lírica—filosófico insuperable para el lector que no tenga sensibilidad poética aguda...
Luna llena,
                          Minotauros
                                 viejas lunas...
                   
¡Qué belleza de metáforas!
Pero luego te sirves, sorprendentemente, de otra simbólica poética de un realismo fuerte, por oposición, con palabras comunes que tienen también una insospechable fuerza metáforica, cuando descubrimos la ligazón fantástica entre la poética mítico-espiritual-lírico-simbólica y, la poética simbólico profana de metáforas de un realismo material provocativo y  degradante con palabras que perturban, que nos invitan a descifrar ese juego poético inconcebible.

No belíssimo poema “Luna Llena” há um espírito mais amplo que vai além do somente poético. Nas palavras simples existe uma chave que nos abre uma janela poética-mítico-espiritual-lírica-filosófica não acessível a um leitor que não tenha uma aguda sensibilidade poética.
Luna llena,
                             Minotauros
                                            viejas lunas...


Que beleza de metáforas !
Mas logo te serves, surpreendentemente, de outra simbólica poética de um realismo forte, por oposição, com palavras comuns, mais profanas, que tambem têm uma insuspeitável força metafórica, quando descobrimos a ligação fantástica entre a poética mítico-espiritual-lírica-simbólica e a poética profana-simbólica de metáforas de um realismo material, provocativo e degradante, com palavras que nos perturbam e que nos convidam a decifrar esse jogo poético inconcebível.
y, ahí, viene la provocación, el conflicto, el desorden, el caos…

                   latas de refrescos
                condones
                          tornillos
                                  zapatos viejos
                                          un martillo olvidado
                                                          una revista Play boy
!Solamente un verdadero poeta sería un caminante de este camino!

Mira las palabras clave que abren la ventana, adonde vienen los violentos vientos contaminados de ira de un Dios Zéfiro pervertido.
E, aí, vem a provocação, o conflito, a desordem e o caos... 
latas de refrescos
                    condones
                              tornillos
                                  zapatos viejos
                                             un martillo olvidado
                                                            una revista Play boy
Somente um verdadeiro poeta seria um caminhante deste caminho !
Vê as palavras-chave que abrem a janela por onde entram os violentos ventos contaminados de ira de um Deus Zéfiro pervetido.

Qué imaginación poética que hace del poema mítico-simbólico-lírico-filosófico:        
¿por qué viejas lunas?... ¿minotauros?...  ¿cielos?...
Es un poema total, más allá de las palavras.
Es “un poema espiritual-simbólico-lírico-realista-profano, filosófico” !...

Que imaginação poética se pode fazer deste poema mítico-simbólico-lírico- filosófico ?...
Porquê “velhas luas”?...Céus?...

É um poema total, que vai mais além das palavras.
É “um poema espiritual-simbólico-lírico-realista-profano-filosófico”!...

Condones (preservativos) tornillos, (dos palabras metafóricas  de múltiples semánticas: condones, tornillos - seguro, son las palavras más difíciles de interpretar poeticamente) y... claro, "!una revista Play boy!"
Preservativos, parafusos (duas palavras metafóricas de multiplas semânticas: condones, tornilhos – por certo são as mais difíceis de interpretar) e, claro, “uma revista Play Boy “!

Creo es una fusión entre el espíritu y la materia poetizadas con tu talento y alta imaginación, en pocas palabras, que simbolizan el conflicto entre el idealismo mítico-humanista, donde todos lográbamos alcanzar la armonía espiritual, cívico-social y la felicidad del Bienestar material y la felicidad individual.

Creio que é uma fusão entre o espírito e a matéria, poetizadas com o teu talento e grande imaginação, em poucas palavras, que simbolizam o conflito entre o idealismo mítico-humanista, que todos lográmos alcançar a harmonia espiritual, cívico-social e a felicidade do bem-estar material e a felicidade individual.
La poética de este pequeño grande poema, nos compele para que, al final, tomemos conciencia de que la sociedad humana  ha partido de lo bello, del bien y de lo justo pero, ha terminado haciendo el caos del universo actual, que no camina para el orden, pues destruimos los nobles símbolos idealistas, espirituales y los fusionamos con los símbolos consumistas, profanos, descartables, amorales, que hacen de la vida un "laberinto" sucio, sin valores, un caos de mierda, donde no se mira la esperanza de la rendención espiritual, cívica y humanista.
A poética deste pequeno grande poema, nos compele para que, no fim, tomemos consciência de que a sociedade humana sempre aspirou ao Belo, ao Bem e ao Justo, mas não parece estar a caminhar para a ordem, pois destruimos os nobres símbolos idealistas, espirituais e os fundimos com os símbolos consumistas, profanos, descartáveis, amorais, que fazem da vida um “labirinto” sujo, sem valores, un caos de merda, donde quase já não se vê esperança de redenção espiritual, cívica e humanista.

Perdona, Félix, mi interpretación de tu excelente poema, este delirio de poeta. Mas, bien ya lo sabes, nosotros, los poetas, escribimos lo indecible, miramos lo invisible, profetizamos lo impensable.

Si no nos damos cuenta del alcance del sentido total do lo que escribimos, muchas veces, es necesario que otro poeta o alguién que tenga espíritu poético, venga a completar todo el alcance de las palabras poéticas y haga el descubrimiento de eso que sólo los poetas poseen, que es la ciencia de la sabiduría inconsciente, de ese poder de la intuición, madre de todo el saber y pensamiento trascendental.

Me perdoa, Félix, esta minha interpretação do teu excelente poema, este delírio de poeta. Mas, como bem sabemos, nós, os poetas, escrevemos o indizível, vimos o invisível, profetizamos o impensável. Se não nos damos conta do alcance do sentido total do que escrevemos, muitas vezes, é necessário que outro poeta ou alguem que tenha espírito poético, venha completar todo o alcance das palavras poéticas e faça o descobrimento da interpretação disso que só os poetas possuem, que é a ciência da sabedoria inconsciente, desse poder de intuição, mãe de todo o Saber e Pensamento transcendental.   

Te saludo Poeta Félix Contreras con toda my amistad y admiracion. Siempre disponible.

Te saúdo Poeta Félix Contreras, com toda a minha amizade e admiração.
Sempre disponível.

Te envio en anexo um poema mio en portugues – “O gaúdio de Gaudi”. Como yo non tuve el tiempo para traduzirlo para ti. Te invito a tentar ponerlo en espanhol. Que tal el juego ? Aceptas?

Com la Amistad y admiracion y hasta siempre poeta  Felix Contreras

Carlos Morais dos Santos (mira el Google com my nombre, puedes cojer un otro poema mio que te gustará mas )


                                                                             
Carlos Morais dos Santos
Escritor, poeta, fotógrafo
Miembro de la portuguesa Academia de Letras Artes y las Ciencias
Miembro del Consejo Consultivo de UBE-Unión Brasileña de Escritores-RN-Brasil
Miembro de la SPVA - Sociedad De Los Poetas Vivos y Afines-RN-Brasil
Cónsul (Lisboa) Asociación Internacional "Poetas del Mundo
"