TOP BLOG 2010

TOP BLOG 2010

Boas Vindas a esta comunidade de Culturas e Afetos Lusofonos que já abraça 76 países

MÚSICA DE FUNDO E AUDIÇÃO DE VÍDEOS E AUDIOS PUBLICADOS

NÓS TEMOS TODO O EMPENHO EM MANTER SEMPRE MÚSICA DE FUNDO MUITO SELECIONADA, SUAVE, AGRADÁVEL, MELODIOSA, QUE OUVIDA DIRETAMENTE DO SEU COMPUTADOR QUANDO ABRE UMA POSTAGEM OU OUVIDA ATRAVÉS DE ALTI-FALANTES OU AUSCULTADORES, LHE PROPORCIONA UMA EXPERIÊNCIA MUITO AGRADÁVEL E RELAXANTE QUANDO FAZ A LEITURA DAS NOSSAS PUBLICAÇÕES.

TODAVIA, SEMPRE QUE NAS NOSSAS POSTAGENS ESTIVEREM INCLUÍDOS AUDIOS E VÍDEOS FALADOS E/OU MUSICADOS, RECOMENDAMOS QUE DESLIGUE A MÚSICA AMBIENTE CLICANDO EM CIMA DO BOTÃO DE PARAGEM DA JANELA "MÚSICA - ESPÍRITO DA ARTE", QUE SE ENCONTRA DO LADO DIREITO, LOGO POR BAIXO DA PRIMEIRA CAIXA COM O MAPA DOS PAISES DOS NOSSOS LEITORES AO REDOR DO MUNDO.

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Carlos Morais dos Santos - CERTEZA - Foto - poema



CERTEZA 1





Aquele fogo vermelho intenso, astral


Aquele pôr de sol que a terra engole,


Como entra em mim e suavemente me ilumina,


Como me faz sentir criança deslumbrada !



Aquele mar refulgente em perpétuos movimentos,


Aquela viva liquidez que me seduz e atrai,


Como me invade de emoções molhadas,


Como me faz sentir adolescente em banho lustral




CERTEZA 2







Aquele céu azul ponteado de mistérios,


Aquele alongamento infinito do futuro,


Como é interrogação persistente do começo,


Como me faz sentir perdido no universo !



Aquela terra vermelha já exangue e seca


Aquela esperança de vida abandonada,


Como dilacera a minha memória,


Como me faz sentir vontade de chorar




CERTEZA 3




Aquela árvore esplendorosa de verdes braços,


Aquele ventre fértil que se renova em rebentos,


Como me transmite o segredo da eternidade,


Como me faz sentir seu filho predilecto 
  4

 

Aquela pedra do caminho deambulante,


Aquela escultura imóvel talhada pelo tempo,


Como me convoca para a beleza das coisas,


Como me faz sentir descobridor da criação



CERTEZA 5






Aquele voo de pássaro rasgando o vento,


Aquela liberdade de asas abertas,


Como desafia a minha ousadia,


Como me faz sentir seu Irmão condenado




CERTEZA 6










E se amo e me deslumbro,


Se me interrogo e choro,


Se desejo mesmo o que logo se escoa,


Se ouso estar contente e descontente,



é porque os instantes que vislumbro,


São pedaços da eternidade que namoro,


É porque eu sou a ave que ainda voa,


É porque sinto a vida e vivo intensamente




Carlos Morais dos Santos
Cônsul Poetas Del Mundo (Lisboa)
Poeta e Fotógrafo
Fotos e poemas de Carlos M.Santos) 






2 comentários:

  1. Lúcia Helena Pereira6 de maio de 2010 13:35

    LEIO OS SEUS POEMAS POSTADOS NETE 06 DE MAIO, MAS, ESCRITOS EM DÉCADA PASSADA.

    VOCÊ ESCREVEU UM FABULÁRIO DE LUMINOSAS PALAVRAS, SENTIMENTOS EXTRAPOLADOS DO PEITO E ESCORREGADOS D´ALMA.

    QUE SEJA A SUA CERTEZA SEMPRE ESTE DESENROLAR DE VERSOS CHEGANDO AO MUNDO QUE SÓ CLAMA POR AMOR.

    E VOCÊ É ESSE AMOR!

    SAIBA, DEUS MANDOU HOJE CEDO UM NOVO SOL E OS PÁSSAROS ESPALHARAM O CHEIRO DAS FLORES EM NOVA QUIMERA.

    ABRAÇOS.

    LÚCIA HELENA PEREIRA

    ResponderExcluir
  2. LI OS SEU POEMA LUMINAR - CETEZA - ENUMERADOS EM SEIS VERSOS E MUITO ME EMOCIONEI. ACREDITO, NESTE EXATO, QUE UM MUNDÃO DE GENTE ESTÁ DEBRUÇADO SOBRE ESSE DESFILE DE RICAS PALAVRAS.
    E, OLHOS ILUMINADOS APRECIANDO SUAS FOTOS.

    AMEI SUA ESTRÉIA EM NATAL!

    ABS.

    LÚCIA HELENA

    ResponderExcluir